Home > cultura > Festival de Cinema Chapecó
04/08/2021 cultura

Festival de Cinema Chapecó

Filmes convidados pela curadoria, mostra competitiva, mostra universitária e um espaço especial para a produção chapecoense, integram o projeto.

Com data marcada para acontecer de 21 a 24 de outubro deste ano, o Festival de Cinema Nacional de Chapecó chega fortalecendo a cena produzida na cidade, valorizando a produção nacional e mostrando que existe sim cinema feito no interior. Contemplado pelo Prêmio Catarinense de Cinema 2020, patrocinado pelo Governo do Estado de Santa Catarina através da Fundação Catarinense de Cultura, o projeto é uma iniciativa da Cinelo – Associação de Cinema e Vídeo de Chapecó e Região, desenvolvido em parceria com a Secretaria de Cultura de Chapecó, Curso de Produção Audiovisual da Unochapecó e com o apoio do escritório de design Chaminé.

Em sua primeira edição o projeto acontecerá de maneira online e gratuita, democratizando o acesso à programação, uma maneira de incentivar o consumo do cinema nacional no País e valorizar as produções que retratem os seus interiores, suas histórias e personagens. De acordo com Augusto Zeizer, Coordenador Geral da Cinelo, o Festival é um sonho antigo da associação. “Já realizamos muitas mostras, mas ainda não havíamos conseguido realizar um festival. Ele vem com o objetivo de ser a grande janela de cinema em Chapecó, onde temos muitas dificuldades de acesso a filmes, principalmente nacionais, e também para promover o intercâmbio entre produtores locais e de fora. Importante ressaltar que esse festival é fruto de políticas públicas de fomento à arte e à cultura, é um projeto contemplado no Prêmio Catarinense de Cinema 2020”, ressalta.

Segundo Augusto o evento vem para coroar o grande momento vivido pelo audiovisual chapecoense, que passa por um fortalecimento, principalmente no cenário estadual.

“Estamos com um grande volume de produção no município. Há, aproximadamente, R$1.3 milhão em projetos de cinema sendo desenvolvidos em Chapecó, temos filmes em produção que já estão licenciados para emissoras de TV e o festival é o grande complemento a tudo isso”.



Inscrições Abertas

O Festival está com inscrições abertas e gratuitas até 31 de agosto, para produções nacionais que queiram integrar a programação do evento. Podem inscrever-se diretores e produtores, nas categorias Mostra Competitiva de Curtas-Metragens Nacionais de Ficção e Mostra Competitiva de Curtas-Metragens Nacionais de Documentário, as duas receberão obras realizadas a partir de 2019 com duração máxima de 30 minutos. O Festival conta ainda com a Mostra de Cinema Chapecoense, na qual podem ser inscritos filmes dirigidos ou roteirizados por pessoas nascidas ou residentes em Chapecó, filmados ou não na cidade, independente da data de produção e duração da obra. Além disso, uma seleção especial de longas-metragens será convidada pela curadoria para integrar o projeto. 

Para efetivar a inscrição basta acessar o link do evento. A divulgação dos selecionados  acontecerá até 1º de outubro. 

Clique aqui e confira o regulamento. 


Mostra Universitária 

Integra a programação do 1º Festival de Cinema Nacional de Chapecó a Mostra Audiovisual Universitária da Unochapecó. O encontro está em sua oitava edição e é pelo curso de Produção Audiovisual da universidade.

“A MAU nasceu para divulgar os filmes que eram feitos pelos estudantes da Unochapecó. Com o passar do tempo começou a receber filmes de diferentes regiões do País e até produções internacionais. O propósito é ela ser essa ponte de reflexão, de diálogo, de exibição também, entre os estudantes, entre o mercado e também com outras universidades”, explica a cineasta Dani Farina, professora da Unochapecó e coordenadora da MAU.

Em 2020, realizada totalmente online, a MAU recebeu inscrições de filmes produzidos em nove países, oferecendo não só a oportunidade de exibição, mas um espaço para debates e trocas de experiências. 

Para Dani, é fundamental a MAU integrar a programação do Festival. “Não só para o curso, mas também para os estudantes que vão estar no mercado ou que já estão inseridos no mercado, às vezes até mesmo pela Cinelo, porque assim nós conseguimos fomentar o cenário local de produção audiovisual, não só dentro da universidade, mas fora dela. Por isso, para nós é muito importante essa parceria, uma forma também de os estudantes estarem integrados dentro do cenário chapecoense e também dentro de um cenário macro. A ideia é que a partir do momento em que os estudantes estejam atuando, e saiam da universidade, eles estejam integrando não só a Cinelo, mas também outros espaços de discussão do cinema, seja estadual ou nacional. Estamos muito felizes e tudo o que será realizado só vem a somar à essa 8ª edição da MAU”, finaliza.


Texto: Camila Almeida | Girassol Cultural

AUTORA

FVcomunica!

Revista Flash Vip, contando histórias desde 2003.
LEIA TAMBÉM