Home > responsabilidade social > Corrente do Bem
18/12/2020 responsabilidade social

Corrente do Bem

Através do serviço voluntário oferecido pelo Lions Clube Chapecó integração, mais de 5.000 crianças e adultos já foram beneficiados com o empréstimo de materiais ortopédicos nos últimos cinco anos.

Dona de um olhar sereno e cabelos loiros, Maria Clara foi uma guerreira desde o primeiro instante de vida. Nasceu com uma mutação genética rara, o que afetou suas condições motoras e neurológicas. Por volta de seus dois anos e meio, os pais, Luciana Luvisetto e Neimar Pereira, perceberam a necessidade de uma cadeira de rodas. Entraram em contato com a Secretaria de Saúde de Chapecó que os encaminhou ao Centro Catarinense de Reabilitação (CCR), em Florianópolis. Enviaram a solicitação do pedido, porém a burocracia e a longa espera era um empecilho na mobilidade da pequena Maria Clara. Até que uma amiga da família indicou o serviço prestado pelo Lions Clube Chapecó Integração, uma entidade social que faz o empréstimo de materiais ortopédicos. 

Após dois dias, Luciana já estava com a cadeira de rodas infantil e a filha, desde então, pôde ser beneficiada. "Não tinha como comprar naquele momento, porque é um material especial e caro. O empréstimo foi imediato e me tranquilizou. O trabalho que a entidade presta é maravilhoso, minha sensação é de eterna gratidão”, afirma a mãe de Maria Clara. 

Em janeiro de 2020, receberam a cadeira de rodas do CCR e puderam devolver ao Lions a emprestada. Com o passar do tempo, as questões de saúde agravaram e ela não resistiu. Em agosto deste ano, Maria Clara virou “uma estrelinha no céu”, como os pais dizem. 

Como forma de retribuição, Luciana e Neimar doaram a nova cadeirinha ao Lions. Desde o final de setembro, quem a usa é Ana Emanuelly, uma menina risonha, com olhos cativantes, de quase seis anos de idade. Quando Manu tinha um ano e meio, seus pais, Jessica da Silva de Azevedo e Wilian Ulisses Wolfart, descobriram uma síndrome genética, que assim como Maria Clara, afetou suas condições motoras e neurológicas. 

Os pais de Manu também não tinham condições de comprar uma cadeira de rodas. Novamente uma amiga dos familiares intermediou o processo de empréstimo do Lions e o levou até a casa deles, em São Miguel do Oeste. “Foi muita alegria para nós, uma benção! Nos emocionamos com o trabalho da entidade. A cadeira serviu perfeitamente para minha filha, ela adora! Agora, conseguimos passear com ela, sentá-la para comer e assistir desenhos”, diz a mãe de Manu. Os pais da pequena garota não conhecem a equipe do Lions e a mãe de Maria Clara, mas têm um carinho enorme por eles e gratidão pelo que fizeram por sua filha. “Eles são anjos para nós, por tudo que fizeram por mim e que fazem por outras pessoas”, agradecem Jessica e Wilian.


Um ato que beneficia a muitos

A cadeira que o Lions havia emprestado para Maria, há pouco tempo estava sendo usada por outra criança. De olhos azuis e sorriso doce, Davi Mauricio Medeiros Hirsch, próximo de completar dois anos de idade, passeava a cavalo quando caiu, quebrou o tornozelo, teve que ser operado e a perna imobilizada. Na manhã seguinte, os avós de Davi, Claudio e Carla Hirsch, percorreram as lojas da cidade em busca de uma cadeira de rodas para o neto, item difícil de achar por ser infantil. Em uma das lojas a atendente sugeriu que procurassem o Lions. E quase desistindo de conseguir a cadeira de rodas, Carla foi apresentada à Loiva Tombini, voluntária da organização. 

Davi usou o material ortopédico emprestado por dois meses e atualmente ele já está ajudando outra criança. “Fui muito bem recepcionada pela Loiva. Me senti amparada e acolhida em um momento desesperador. Achei que não conseguiria dar o mínimo de conforto para meu netinho numa situação inesperada e triste”, externa Carla. “A entidade tem um propósito muito bacana, o de ajudar o próximo. Temos muito respeito por eles e vamos retribuí -los sempre que pudermos!”, complementam Rafael Hirsch e Deizi Schwengber, pais do Davi


Lions integração: há mais de 40 anos servindo com bondade

Fundada em maio de 1979, a organização trabalha com as 5 Ações Globais estabelecidas pela Associação Internacional de Lions Clubes: Diabetes, Câncer Infantil, Visão, Combate à fome e Meio Ambiente. Os 92 membros voluntários atuam no propósito de servir a comunidade e os mais necessitados. 

O Lions Integração atua também há 10 anos com o Banco Ortopédico, que conta com mais de 400 materiais para empréstimo. O serviço não se restringe às pessoas desfavorecidas economicamente, pois é oferecido a todos que têm um tipo de necessidade. O acesso aos materiais ortopédicos não tem burocracias. Ao entrar em contato com a entidade, preenche-se uma ficha cadastral e termo de responsabilidade, no qual o beneficiado se compromete a zelar pelo equipamento pelo tempo que necessitar. 

Quando um material não faz mais sentido para quem está usando, é devolvido e ressignificado por quem necessita. “Muitas vezes, os familiares precisam quase que montar um hospital em casa e, não raro, de uma hora para outra. Quando consigo ajudar essas pessoas, me sinto realizada. Esta é a essência do empréstimo: criar uma corrente do bem e ajudar o máximo de pessoas possível”, afirma Loiva Tombini, coordenadora do Banco Ortopédico. “Servir os outros, fazer o bem com dedicação e amor à quem mais precisa de nós, nos torna seres mais generosos e humanos”, finaliza Joice Ikert, atual presidente do Lions Integração.



Materiais do banco ortopédico:

  • Cadeiras de rodas, de banho e hospitalares 
  • Cadeiras de rodas especiais para criança 
  • Andadores
  • Muletas canadenses e muletas axilares 
  • Bengalas tripés
  • Suportes de soro 
  • Botas ortopédicas 
  • Tubo de oxigênio 
  • Colchões piramidal e infláveis 
  • Parapódium para criança especial 

Contato Lions Integração: joiceikert@gmail.com | (49) 9 9997 0490


AUTORA

Mirella Schuch

Futura jornalista. Curiosa e amante da escrita.
LEIA TAMBÉM