Home > saúde > Procedimento menos invasivo para próstata
29/04/2022 saúde

Procedimento menos invasivo para próstata

Cirurgia HoLEP – moderna técnica internacional alternativa para o tratamento da Hiperplasia Benigna da Próstata – é realizada por urologista chapecoense

Dificuldades para fazer xixi, vontade frequente de urinar, necessidade de levantar várias vezes à noite para ir ao banheiro com possíveis dores e infecções urinárias, e até mesmo parada completa da micção. Estes são exemplos de sintomas que afetam os homens – principalmente após os 50 anos de idade – ao apresentarem Hiperplasia Prostática Benigna, problema urinário ocasionado pelo crescimento das células da próstata e consequente aumento do tamanho da glândula. 

Felizmente, com o avanço da tecnologia, a medicina conta com uma alternativa menos invasiva comparada ao procedimento padrão de Ressecção Transuretral da Próstata (RTU) – popularmente conhecida como 'raspagem da próstata’. Trata-se da HoLEP (Enucleação Endoscópica da Próstata com Holmium Laser de alta potência), considerada mundialmente como a mais moderna técnica para o tratamento da Hiperplasia Benigna da Próstata e que foi executada de forma pioneira em Chapecó há cerca de 10 meses pelo médico urologista Marcelo Zeni, e hoje já está consolidada.

“Com os desafios impostos pela pandemia da Covid-19, estamos ainda mais conscientes da importância de oferecer soluções com altas hospitalares mais precoces e menores índices de complicações”, afirma o urologista, que explica mais detalhes sobre o HoLEP. “É um procedimento sem cortes, concluído em aproximadamente duas horas e com menor risco de sangramentos. O paciente fica internado de 12 a 24 horas e habitualmente vai para casa sem nenhuma sonda, ponto ou curativo. A recuperação é mais rápida e ele pode retornar precocemente às atividades diárias. E os resultados são imediatos e mais duradouros, melhoram a qualidade de vida, inclusive a sexual”, esclarece. 

Com a HoLEP, é possível extrair um volume maior da próstata em comparação com a técnica padrão de Ressecção Transuretral da Próstata. A técnica de enucleação da próstata utilizando laser de alta potência é eficaz para qualquer volume da glândula e a retirada é feita por meio da uretra. Outro benefício é a durabilidade, uma vez que o crescimento do tecido é um processo contínuo. “A taxa de reincidência com a raspagem é de 1-2% ao ano, enquanto que pela técnica com laser o índice é de 0,4% em 15 anos, o que representa um tratamento com cerca de 30 vezes menos necessidade de novas cirurgias futuras. É a tecnologia a favor dos pacientes”, conclui Zeni.

Saiba mais sobre a HoLEP:

AUTORA

Mirella Schuch

Futura jornalista. Curiosa e amante da escrita.
LEIA TAMBÉM