Home > coluna > Precisamos falar sobre atendimento
26/05/2020 coluna

Precisamos falar sobre atendimento

Conhecer qual a dor do nosso cliente é fundamental para uma entrega de serviço de qualidade.

Uma das grandes preocupações dentro da FVcomunica! é o atendimento. Entender o que o cliente realmente necessita e a qualidade da entrega, tanto na Revista Flash Vip quanto para os assessorados (redes sociais e imprensa). E, mais do que nunca, devido ao cenário em que estamos vivendo, precisamos falar sobre o quão importante ele é, e como nunca deve deixar de ser prioridade.

Ao longo dos anos o suporte humanizado foi substituído por máquinas, para tornar tudo mais prático e rápido, o que se tornou útil e vem dando certo. Porém, não é de hoje que percebemos que deixar o atendimento mais intimistas é fundamental para um negócio de sucesso, seja para que a venda ou compra venha a ser efetuada, seja para que os negócios continuem fluindo de forma orgânica, ou levando satisfação e felicidade aos clientes.

As principais perguntas que devemos nos fazer é: Quem é o cliente? O que ele deseja? E assim, conhecer qual a sua dor, para realizar uma entrega de qualidade. É imprescindível lembrarmos também, que:

Cliente é responsabilidade de todos, ou seja, todas as pessoas da equipe precisam estar cientes de quem é o cliente e o que ele precisa de fato.


Dessa forma, todos os envolvidos no processo criativo devem pensar no melhor resultado, inclusive os terceirizados. Devemos aprender a respirar o cliente, entregando um bom serviço ou, quando não for possível, orientar para a resolução do problema. Assim evitamos frustrações e dores de cabeça para ambas as partes. Além disso, sempre que possível, fazer e entregar além e surpreender. É através deste pensamento que bons resultados irão aparecer.

Atender bem não é uma receita de bolo. Para gerar encantamento, devemos colocá-lo em foco, afinal eles não compram produtos, nem contratam serviços, eles compram a realização de uma expectativa ou de um sonho. Com isso temos a origem da palavra clientividade, ou seja, dar ao cliente a devida atenção. Você pode ler mais sobre ela no livro, que dá o mesmo nome, do autor Cesar Souza, que é uma ótima dica para a quarentena.



Sabemos que tudo isso não é novidade, mas nem sempre é o que acontece na prática, portanto precisamos sempre reforçar a mensagem. Lembre-se, não vendemos somente algo tangível, mas também o intangível, a experiência e para isso, precisamos torná-la ótima.

Consumidores mudam constantemente de ideias, de opinião, de expectativa e de sonho, principalmente quando o mercado também muda. Por isso, precisamos aprender a lidar e estar flexíveis a essas mudanças. Estamos passando por isso nesse período de pandemia. No começo do ano, estávamos preparados para um ano repleto de expectativas altíssimas e de uma hora pra outra tudo mudou. Foi preciso calma e muita inteligência para suportar as mudanças e assim traçar novos rumos a serem seguidos. Hoje o planejamento é diário e nosso cliente precisa ainda mais de nós e de nossos conhecimentos. Ter um diálogo diário e estar presente nunca foi tão necessário.

Por fim e não menos importante, lembre-se: todos somos consumidores e todos somos vendedores em algum momento. Reconheça os esforços de seus funcionários e fornecedores, preocupe-se em entregar mais do que o esperado, caso ele precise de algo que sua empresa não oferece, ajude-o, mostre-se eficiente. Espero que essas dicas possam contribuir para o seu trabalho e, assim como o meu, façam acreditar mais ainda no poder de um bom atendimento.

AUTORA

Eluise Cenci

Publicitária, apaixonada por música, dança, viagens e técnicas de encantamento.
LEIA TAMBÉM