Home > coluna > Trombose venosa profunda
19/06/2020 coluna

Trombose venosa profunda

A relação da doença com a pandemia da Covid-19.

Por Fernando Bonetto Schinko*


A trombose venosa profunda é uma situação muito prevalente em nosso meio, estima-se que, anualmente, ocorram cerca de dois casos a cada 1.000 habitantes, no Brasil. Os sintomas são inchaço e dor, principalmente se for em apenas uma perna, ou seja, assimétrico.

As complicações da Trombose Profunda (TVP) são síndrome pós- -trombótica – que cursa com varizes, edema, dor e, por fim, feridas na perna – ou a Embolia Pulmonar (TEP), condição de gravidade variável e potencialmente fatal.

A TVP pode acontecer quando existem alguns fatores predisponentes, como estase venosa, lesão da veia e/ou estado de alteração da coagulação do sangue. Onde encontramos isso na prática? Viagens longas, mais de 4h, internações hospitalares e cirurgias grandes. Trauma, acidentes, lesões extensas, processos infecciosos, entre outras situações.

A prevenção da trombose passa pela atividade física, como caminhada e utilização de dispositivos que aumentem a velocidade de fluxo do sistema venoso profundo, como as meias elásticas. Quando estamos internados, os médicos têm como rotina utilizar de heparina para a prevenção da trombose.

A heparina também é a base do tratamento da Trombose já instalada, tanto para o tratamento intra-hospitalar como domiciliar (nesse caso, anticoagulantes orais).

Recentemente tem-se discutido a utilização da heparina no tratamento dos pacientes com Covid-19, pois a mortalidade estaria associada a trombose dos vasos do pulmão. Quero salientar que a rotina hospitalar já utiliza heparina, com ampla cobertura nos pacientes internados, salvo apenas nos pacientes cujo uso é contraindicado.

Temos acompanhado diversos estudos de atualização e, dentre eles, se discute novas doses ou períodos para uso da heparina, mas até o momento, nenhum estudo foi finalizado com resultados concretos a esse respeito.

Nesses últimos tempos temos vivido dias difíceis, mas tenha certeza que os profissionais de saúde estão atentos e atualizados para o tratamento dos mais diversos problemas de saúde, principalmente em relação a TVP e TEP.

Se você tem dúvidas sobre o diagnóstico ou os tratamentos disponíveis, procure o médico vascular da sua confiança.


Fernando Bonetto Schinko CRM/SC 11403 / RQE 10908 – Médico especialista em Cirurgia Vascular, Endovascular e Doppler Vascular e colunista convidado da FV!

AUTORA

FVcomunica!

Revista Flash Vip, contando histórias desde 2003.
LEIA TAMBÉM