Home > coluna > Laser para tratamento de varizes
11/08/2020 coluna

Laser para tratamento de varizes

O laser é uma energia luminosa produzida em um gerador e direcionada para um ponto onde pode exercer sua eficácia. Apresenta diversas utilidades dentro da medicina, com o objetivo de oferecer tratamento modernos e minimamente invasivos, como em oftalmologia, dermatologia, urologia e cirurgia vascular. Existem diversos tipos de laser, e é específico para cada tipo de tratamento, isso vai depender do objetivo e qual tecido alvo que se quer atingir.


Como funciona?

O laser, como energia, atravessa a pele e vai atingir o seu alvo específico, no caso da cirurgia vascular, a hemoglobina – cor vermelha do sangue – ou a parede da veia. Quando essa energia atinge o alvo, se transforma em calor, que vai acabar por destruir os vasos indesejados.


Como é usado no tratamento de varizes?

Vai depender do vaso que se quer tratar. A utilização varia se você tem o objetivo de tratar varizes, como a safena, uma das maiores veias do corpo, ou telangiectasias – os populares vasinhos. No tratamento das varizes, o uso do laser é amplamente utilizado e já se configura em um dos principais métodos, sendo muitas vezes superior à cirurgia convencional.

Quando o objetivo é eliminar os vasinhos indesejados da pele, seja nas pernas, na face ou pelo corpo, representa uma técnica recente que, quando utilizada por profissionais capacitados, tem uma excelente resposta. Sua principal indicação é para pessoas que têm medo de agulhas, alergias a medicamentos ou para os casos em que a escleroterapia convencional não foi eficaz.

Os melhores resultados têm sido encontrados na utilização de terapias combinadas, como o CLACS (Crio Laser Crio Sclero), na qual é utilizada a associação entre escleroterapia com o laser transdérmico, fazendo um ataque duplo no vaso indesejado e, com isso, se atinge um resultado mais eficaz, uma vez que combina dois métodos efetivos. Sempre utilizados em associação com o resfriamento cutâneo, com os aparelhos fredo e syberian, que promovem a proteção ao método, associado a diminuição da sensibilidade da pele, tornando a experiência muito mais positiva (menos dor).

Deve-se tomar alguns cuidados: evitar a exposição ao sol antes e após o procedimento e usar protetor solar. O laser se tornou um grande aliado no tratamento das lesões vasculares que, quando utilizado por cirurgião vascular com treinamento para realizar o procedimento e operar aparelhos de emissão de laser, proporciona excelentes resultados.


Fernando Bonetto Schinko - CRM/SC 11403 / RQE 10908 – Médico especialista em Cirurgia Vascular, Endovascular e Doppler Vascular

AUTORA

FVcomunica!

Revista Flash Vip, contando histórias desde 2003.
LEIA TAMBÉM