Home > inovação > A receita da criatividade
26/08/2021 inovação

A receita da criatividade

Inovação é uma nova ação que gera resultados.

“Inovar não é ficar quebrando a cabeça atrás de algo que não existe, isso aí é tentar separar o polvilho do pão de queijo depois de assado!” Ouvi essa frase há algum tempo e achei que retrata muito bem essa questão da inovação.  


Existem vários tipos de inovação, como já mencionamos aqui: Inovação é uma nova ação que gera resultados. Inovar é pensar, refletir, olhar ao seu redor, descobrir algo que incomoda você e que pode ser melhorado e, então, partir para a ação. Mas como parar e refletir? Como ter boas ideias? Como desenvolver a criatividade para inovar?

Pedro Superti, no livro Ouse Ser Diferente, compara o processo criativo a uma receita de bolo. Acredito que fica mais fácil entender com esse exemplo.

Ingredientes: Você não cria os ingredientes, eles estão disponíveis no mercado para qualquer um acessar. No caso do bolo: leite, açúcar, ovos, etc. No seu caso são suas vivências, experiências, os livros que leu, as viagens que fez, o networking com seus amigos, dentre outros. Tudo isso fica armazenado no seu cérebro para quando precisar da informação. Você vai lembrando e conectando. O papel do nosso cérebro é rearranjar tudo isso para criar novos resultados.

A receita: É o método ou a combinação dos ingredientes. No caso do bolo: o passo a passo, a fórmula ou o processo para que o bolo fique bom (e bonito, preferencialmente). No processo criativo é o momento de testar coisas diferentes. Com os ingredientes eu posso fazer inúmeras receitas, até receitas nunca feitas antes. Mas preciso testar e validar.

O problema aqui é que as pessoas têm medo de errar e por isso não querem testar. Mas, quando se fala em inovação, errar faz parte do processo! Pense nisso.

Bolo final: União dos ingredientes e a sua receita. Aqui eu acrescento a execução, que no caso do bolo é a temperatura certa e o tempo certo no forno = Resultado.

Não tenhamos pressa, mas não percamos tempo. O mundo é muito dinâmico, o timing está cada vez mais acelerado. Então, mão na massa! O segredo é utilizar os ingredientes disponíveis, mas fazer a sua receita de forma diferente. A maioria usa os mesmos ingredientes todo dia, faz a mesma receita e quer resultados diferentes.

Outro problema que ouço muito é "mas como tirar a ideia do papel?"

Tem um método que utilizo muito quando tenho uma nova ideia: 

- Escolha um problema para solucionar (se sua ideia não for solucionar um problema, ligue o botão de alerta!);

Liste muitas possibilidades (brainstorming ou tempestade de ideias);

- Elimine as menos viáveis; 

- Priorize as melhores para executar; 

- Elabore uma planilha estilo 3W1H (What? Where? When? How?). O que precisa ser feito? Quem vai fazer? Como será feito? Quando será feito? 

Além destas perguntas, adicione o status, ou situação, para acompanhar semanalmente e o andamento das execuções. 

Espero que gostem dessas dicas, estou na torcida pela receita e até a próxima!


AUTORA

Eline Casasola

Colunista convidada da FV, é apaixonada por inovação, especialista em Gerenciamento de Projetos e Captação de Recursos, head @atitudeinovacao
LEIA TAMBÉM